Por que nos movemos?

Em novembro de 2013, promovemos uma discussão sobre "como nos movemos" no Centro Integrado de Educação de Jovens e Adultos do Campo Limpo, na zona sul de São Paulo, como parte das atividades do V Fórum Social Sul de São Paulo. A partir da representação compartilhada dos deslocamentos feitos por trabalho e por lazer na cidade, foi possível realizar uma leitura não só de aspectos relacionados ao transporte - pendularidade, concentração fundiária, desigualdade de renda etc -, mas também da influência desses deslocamentos na utilização dos espaços públicos, na percepção de experiências de alteridade, na conformação de padrões comportamentais, dentre outros.

Essa atividade, realizada com professoras e professores do CIEJA, foi pensada com o intuito de apresentar os potenciais educativos da cartografia e da representação espacial (de vetores, modos e motivações para se deslocar, por exemplo) como forma de abordagem de temas importantes dentro e fora das salas de aula.